Secretaria de Obras Públicas fiscaliza falta de reparo por conta de intervenções no saneamento básico

No monitoramento desta semana, foram encontrados mais de 30 buracos que precisam ser fechados pela Águas Cuiabá

A Secretaria Municipal de Obras Públicas continua realizando por toda cidade o trabalho de fiscalização e levantamento das intervenções sem o devido reparo viário de responsabilidade da concessionária Águas Cuiabá. Durante esta semana, a equipe montada para fazer esse acompanhamento realizou rondas pelos bairros Jardim das Américas, Jardim Renascer e Jardim das Américas.

Além disso, o monitoramento também englobou vias de grande movimentação como, por exemplo, a Rua 13 de Junho, Rua Joaquim Murtinho, Rua Major Gama, Avenida Isaac Póvoas e Avenida José Monteiro de Figueiredo. Conforme o relatório entregue ao vice-prefeito e secretário de Obras Públicas, José Roberto Stopa, foram encontrados mais de 30 buracos que precisam ser fechados pela empresa.

“Após esse levantamento, de forma imediata, notificamos a concessionária para que, em um prazo máximo de cinco dias, providenciar o reparo nos locais pontuados. Por meio da nossa operação tapa-buraco, estamos buscando sanar as situações que são de responsabilidade do Município. Paralelo a isso, também implantamos essa equipe de fiscalização para garantir que a Águas Cuiabá também faça sua parte com qualidade”, explica Stopa.

60 DIAS

Nesta semana, após seguidas cobranças da Prefeitura de Cuiabá, a concessionária se comprometeu a concluir, em um prazo de 60 dias, todos os serviços relacionados a recomposição de pavimento ainda pendentes na cidade. De acordo com a empresa, um plano específico para essa atividade já foi montado, com o objetivo de aumentar a capacidade de prestação de serviço com qualidade.

A Águas Cuiabá destacou que o plano elaborado conta com ações como: criação de um setor específico para controle de qualidade e de execução dos pavimentos; contratação de equipe técnica para fiscalização; intensificação de treinamentos; montagem de laboratório móvel para controle de qualidade; realização de ensaios técnicos; e contratação de empresa específica para execução dos serviços.  

“Foi uma missão que o prefeito nos deu e que estamos trabalhando com muito afinco para cumprir e diminuir os transtornos à população. Nos últimos quatro anos, foram investidos mais de R$ 500 milhões em obras de saneamento básico e isso, com toda certeza, reflete na saúde da população. Todavia, esse avanço deve estar alinhado com um reparo de qualidade na malha viária”, pontua o vice-prefeito. 

Por BRUNO VICENTE