Secretaria de Saúde registra outros seis novos casos suspeitos de coronavírus em MT

Por Esportes e Notícias

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, nesta segunda-feira (16.03), outros seis casos suspeitos de coronavírus em Mato Grosso. No total, são monitorados 15 casos suspeitos no estado, provenientes de sete municípios; ainda não há casos confirmados oficialmente pelo Estado, conforme sistema do Ministério da Saúde.

Os 15 pacientes apresentam sintomas relativos à doença respiratória e possuem histórico de viagem para locais onde há a circulação do novo vírus ou estabeleceram contato com casos suspeitos ou confirmados. As ocorrências que levantam a suspeita do COVID-19 estão em Lucas do Rio Verde (1), Aripuanã (4), Araputanga (1), Cuiabá (6), Nova Xavantina (1), Rondonópolis (1) e São José do Rio Claro (1).

Até o momento, as equipes de vigilância monitoraram um total de 32 ocorrências em Mato Grosso. Ainda de acordo com a Nota Informativa da Secretaria de Estado, sete casos foram descartados e 10 foram excluídos por não preencheram critérios de definição de caso para COVID-19.

Ainda conforme a área técnica, os dados estão sendo atualizados gradativamente pelo sistema nacional de monitoramento.

Aumento de casos suspeitos

O Ministério da Saúde já confirmou 234 casos de COVID-19 no Brasil, sendo (1) Amazonas, (13) Distrito Federal, (152) São Paulo, (31) Rio de Janeiro, (1) Espírito Santo, (5) Minas Gerais, (2) Bahia (1) Alagoas, (6) Paraná, (2) Pernambuco, (2) Santa Catarina, (1) Rio Grande do Norte, (3) Goiás (2) Mato Grosso do Sul e (4) Rio Grande do Sul. Os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e o Distrito Federal já estão com transmissão comunitária.

O Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS) divulga as atualizações diárias do monitoramento do COVID-19 em Mato Grosso. Essas informações são relativas ao período das 12h do dia anterior até as 12h do dia da publicação.

Recomendações

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infeccções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *