Secretário diz não ter sido notificado sobre números de mortes divulgados pelo MPE

O secretário de Saúde de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo, afirmou na manhã desta quarta-feira (29), que ainda não foi informado pelo Ministério Público (MP) sobre os dados repassados à imprensa na terça-feira (28), onde mostra que 260 pessoas já morreram no estado com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS).

 

“Não vou questionar dados que eu não conheço ainda. Eu trabalho com evidências e números oficiais do Sistema de Saúde. Quando eu tiver em mãos os números do Ministério Público ai eu confirmo. Eu estou pedindo uma cópia do estudo feito. Mas posso assegurar que esses números não são óbitos de Covid-19”, afirmou Gilberto.

 

O procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira, ressaltou que as informações relativas à pandemia da Covid-19 no Brasil e em Mato Grosso ainda não estão claras.

 

Gilberto mencionou que os números de Mato Grosso estão sendo contabilizados diariamente e que os dados de Covid-19 são precisos. Porém, se comparado dados de outros anos, onde pessoas também morriam por SARS, os números estão iguais.

 

“Só em 2020 são 77 mortes por pneumonia bacteriana. Outras mortes ocorreram devido influenza, bronquite, gripe e outras patologias que influenciam a respiração. Mas de Covid-19 temos 11 mortes”.

 

Recomendações
Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:
– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *