Secretário manda que todos atestados médicos de servidores da saúde sejam periciados

Por: Esportes & Noticias

O secretário municipal de Saúde, Antonio Possas de Carvalho, determinou que sejam periciados todos os atestados médicos apresentados por servidores desde o início da pandemia. A exigência foi divulgada na Câmara de Vereadores, nesta quinta-feira (16).

Anteriormente, o secretário já havia revelado suspeita de que profissionais estariam apresentando documentos falsos para não iriem ao trabalho.

Conforme pronunciamento do gestor, no início da pandemia foram apresentados 932 e, recentemente, outros 647. O volume representa quase 50% dos profissionais que trabalham na linha de frente, como médicos, enfermeiros e técnicos em enfermagem estão afastados do trabalho após apresentarem atestados médicos.

Os motivos para os afastamentos não foram divulgados.

Conforme informou a assessoria da pasta, por meio de nota, a medida é necessária “Para que não haja problemas de falta de profissionais na ponta para atender pacientes que venham a ser internados por COVID-19, o secretário determinou o remanejamento de servidores da Atenção Básica temporariamente”.

Confira nota na íntegra

“Em relação ao excesso de licenças médicas na área da Saúde nesta época de pandemia, a Secretaria Municipal de Saúde – SMS informa:

-Os dados revelados pelo secretário Municipal de Saúde, Luiz Antônio Pôssas de Carvalho na Audiência Pública da Câmara Municipal desta quarta-feira (15) foram apurados e confirmados pela diretoria de Recursos Humanos da SMS.

-Por ser um número bastante elevado, o secretário determinou que cada atestado seja periciado para atestar a necessidade do afastamento.

-Para que não haja problemas de falta de profissionais na ponta para atender pacientes que venham a ser internados por COVID-19, o secretário determinou o remanejamento de servidores da Atenção Básica temporariamente.

-O secretário também determinou a contratação direta de profissionais para suprir a demanda durante este período de crise”.