Sojicultor de MT consegue avançar na colheita mesmo com chuvas

Os acumulados chegaram a 66,40 mm para o Estado

A última semana foi de muita chuva, mais uma vez, em Mato Grosso. Os acumulados chegaram a 66,40 mm para o Estado, com destaque para as regiões noroeste, centro-sul e oeste, que alcançaram 74,00 mm, 71,28 mm e 71,04 mm, respectivamente. 

De acordo com o relatório divulgado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), ainda com as chuvas os agricultores conseguiram avançar nos trabalhos a campo e colheram 1,19 milhão de ha nos últimos sete dias, ou seja, resta pouco mais de 0,85 milhão de ha para alcançar os 10,30 milhões de ha projetados para o estado. Com os volumes de chuva alcançando aproximadamente 10 mm/dia de média, a alta umidade continuou predominando nas cargas que chegaram aos centros de recebimento de grãos, causando mais descontos ao sojicultor.

O boletim ainda informa que, houve um aumento de 0,72% no custo operacional total da safra de soja 2020/21 em comparação ao mês anterior, alcançando R$ 3.662,96/hectare. Em relação ao custeio houve um aumento de 0,74%, puxado pelas operações mecanizadas, que encareceram 1,65% (combustível mais valorizado devido ao câmbio e à alta do petróleo) e pelas sementes, que valorizaram 1,89%.

Por Aline Merladete