Supostos áudios de ameaças contra homem que torturou mecânico circulam em rede social

Por Esportes & Notícias

Desde que o vídeo em que Gustavo Henrique Nilson Albues, 20, ganhou repercussão nacional onde ele aparece agredindo o dono de uma mecânica em Tangará da Serra (242 km de Cuiabá) por uma suposta dívida de R$ 500,00, a revolta em todo estado foi grande que chegou inclusive o delegado Adil Pinheiro de Paula, pedir que os suspeitos se entregassem, pois estariam correndo risco de vida.

Após a prisão da dupla (que agride e filma) na última terça-feira (08), diversos áudios passaram a circular em grupos de trocas de mensagens, onde possíveis integrantes de facção criminosa e detentos ameaçam encontrar os suspeitos e agredi-los.

A Polícia Civil não confirmou a origem do áudio, no entanto, não descartou a origem e ameaça e a equipe do delegado Adil já investiga o caso. Em um dos áudios em tom de ameaça, uma pessoa diz, “Ontem nóis (Sic) ia pegar ele de pau, a gurizada já se organizou para esse de azul tomar um pau daquele modelão mesmo, tá ligado”, dizendo em referência que Gustavo aparece de camiseta azul agredindo a vítima.

Já em outro áudio, a suposta ameaça diz que vai “estourar” Gustavo na base das agressões, “Conheço esse “veado”, o bagulho já está louco no nome dele aqui, nós vamos estourar esse de azul aqui”, relatou.

Gustavo e o comparsa tiveram os mandados de prisões preventivas expedidas pela 2ª Vara criminal de Tangará da Serra. O suspeito que aparece filmando o crime, foi localizado em uma fazenda, cerca de 35 quilômetros de Tangará da Serra, em ação coordenada pelo delegado responsável pela investigação.

Gustavo foi preso pela equipe da Polinter, em um hotel na Avenida Miguel Sutil, em Cuiabá.

Aperte e ouça o áudio:

IMG_8757