Traficante de Campo Verde que utilizava caixões para tráfico é alvo da PF

Por: Esportes & Notícias

Um traficante da cidade de Campo Verde (130 km de Cuiabá), foi alvo da Polícia Federal (PF) na manhã desta quinta-feira (10), durante a operação “Caixão” que busca traficantes que estariam utilizando caixões funerários, os quais estariam supostamente carregados com vítimas de COVID, para traficar.

De acordo com a instituição, os traficantes atuam em Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A investigação segundo a Polícia Federal teve início em junho deste ano a partir da prisão em flagrante em Jataí (GO) de uma pessoa, atuando como mula do tráfico, transportando 287 kg de maconha dentro de dois caixões funerário.

O traficante seguia de Ponta Porã (MS), local onde comprou a droga para a cidade de Goiânia (GO). Ainda durante as investigações, a PF solicitou a quebra do sigilo bancário dos envolvidos e a interceptação telefônica dos suspeitos, onde foi possível identificar os supostos vendedores, compradores e demais participantes do esquema criminoso.

Os compradores estariam presos no presídio de Aparecida de Goiânia, tendo providenciado o transporte da droga através de um motorista free lancer da funerária utilizada para despistar eventual abordagem policial.

Além do alvo em Campo Verde, os policiais cumprem outros 13 mandados judiciais, sendo três de prisão temporária e 10 mandados de busca e apreensão, nas cidades de Porangatu (GO), Rio Verde (GO), Ponta Porã (MS) e Brasília (DF).

Os mandados judiciais expedidos pela 2ª Vara Criminal de Jataí e os investigados irão responder por tráfico e associação para o tráfico de drogas, podendo pegar mais de 15 anos de prisão.