Trigo/Cepea: baixa oferta interna mantém preço em alta

Os preços do trigo seguem em alta no mercado brasileiro. Segundo pesquisadores do Cepea, a sustentação vem da baixa disponibilidade doméstica e do maior interesse – ainda que pontual – de compradores. Além disso, a valorização do dólar também influencia as cotações do cereal, à medida que encarece as importações. Quanto às negociações, estão lentas. No mercado de balcão, colaboradores do Cepea relataram que a sustentação vem da maior intenção de compra por parte das cooperativas, que têm como intuito estimular produtores a comercializar e, assim, liberar espaço em armazéns para a safra de soja. Já no mercado de lotes, o vendedor segue retraído, dificultando a aquisição de matéria-prima por parte dos moinhos que necessitam repor estoques. 

Por Redação CEpea