Vereador denuncia ameaças de morte após abertura de processo de cassação contra Abílio

Facebook

image

O vereador de Cuiabá, Toninho de Souza (PSD), usou as redes sociais para afirmar que registrou Boletim de Ocorrência por ter recebido ameaças de morte em decorrência do processo de cassação do vereador Abílio Junior (PSC).

Em vídeo publicado no Facebook, Toninho iniciou afirmando que Abílio estaria mentindo sobre o processo de investigação na Comissão de Ética (presidido por Toninho) e que ele não está sofrendo processo de cassação porque estava exercendo sua função de fiscalizador. Segundo ele, um dos objetos da investigação é uma live de Abílio no qual ele acusou quatro vereadores de terem o ameaçado de morte, porém, não teria apresentado provas e nem mesmo registrado Boletim de Ocorrência sobre as ameaças.

“Nesses dias agora houve alguma incitação no comitê da maldade dessa turma, e eu recebi algumas ameaças de morte pelas redes sociais. Eu procurei uma delegacia e registrei um Boletim de Ocorrência. Assim que você faz quando recebe alguma ameaça a sua integridade física”, disse Toninho. 

O parlamentar afirmou que no processo de Abílio, ele (Toninho) apenas cumpriu seu papel apresentando voto técnico, assim do relator do caso, vereador Ricardo Saad (PSDB).

“O vereador Abílio usa de rancor, difamação e de calúnia. Esse comportamento dele é muito estranho para um rapaz cristão que cresceu dentro da igreja, não é isso que prega a bíblia. A mentira do outro lado não pode vencer a verdade. O ódio que este sendo praticado pelo outro lado, estimulado pelo outro lado não pode vencer o amor pregado por Deus. Eu apenas cumpri o meu papel”, finalizou o vereador.