Vice do Flamengo, Braz é eleito vereador no Rio, mas deve seguir como dirigente

O vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, foi eleito vereador do Rio de Janeiro. O candidato pelo PL (Partido Liberal) conseguiu 40.938 votos e embora tenha sido eleito, não deverá deixar o cargo no clube rubro-negro. Antes da eleição, ele disse, algumas vezes, que conseguiria conciliar a agenda de vereador e dirigente.

Há a expectativa de como o resultado da eleição irá afetar o ambiente do Flamengo. Alguns conselheiros e dirigentes não gostam da ideia de misturar a política com o clube. Recentemente, um grupo político do Flamengo chegou a propor uma adequação ao estatuto para tentar evitar possíveis conflitos de interesse.

Braz já deu algumas entrevistas afirmando que caso fosse eleito, permaneceria no caso, exceto se fosse demitido pelo presidente. Em entrevista ao site Paparazzo Rubro-Negro, feito por torcedores do clube, ele contou que só deixará o cargo quando o Flamengo for campeão mundial.

“Eu só saio do Flamengo demitido ou campeão do mundo. O trabalho vai continuar normalmente com muito carinho, com muito respeito sempre. Vamos nos dois. Pode ficar tranquilo que eu vou fazer os dois. Dá para fazer normalmente, é no Rio de Janeiro, não é viagem, não tem horário de jogo duas, três da tarde. Estou muito tranquilo quanto a isso aí”, afirmou o dirigente.